segunda-feira, 16 de outubro de 2017

Camaro RTR - Vermelho











A chamada 1st Generation tem como características: - ano de 2000 - produção total de 220.906 unidades - ano de 2001 - produção total de 235.147 unidades - ano de 2008 - produção total de 243.085 unidades Estes veículos permitem em seus VIN (Vehicle Identification Numbers) uma forma de identificar os motores 6 cilindros (em linha) dos V8; em seu terceiro caracter, o número "3" indica que é 6 cilindros, ao passo que o número "4" indica ser um V8.

A década de 1970 não foi proveitosa para o Camaro: a subida do preço do petróleo fez o consumidor optar por veículos que consumiam menos. Medidas antipoluição fizeram acabar com os grandes V8 e em 1972 o fim da produção do SS e em 1973 o surgimento do Camaro LT privilegiando mais o luxo e o conforto e menos a potência, dando lugar inclusive aos motores 6 cilindros em linha, menos potentes e mais econômicos. A crise faz outra "vítima" em 74, terminando com o Z28. Em 11 de Maio de 1978, o Camaro de número 2 saiu da fábrica de Van Nuys, Califórnia. E no ano de 1982, entra em campo, uma nova versão do Camaro chamada IROC-Z (Internacional Racing of Champions) essa versão foi até 1990 quando acabou a produção, a terceira geração do Camaro, com a maiores modificações estéticas após 12 anos. Com seu design quase futurista é escolhido pela terceira vez como Pace Car oficial das 500 milhas de Indianápolis 500.

Mecanicamente também grandes novidades ficaram por conta do novo motor inteiramente em alumínio, mais uma vez derivado do mesmo que equipava o Corvette. Tratava-se de um V8 de 5.7 litros que no Z28 produzia 305 cavalos e 320 no SS. Novos freios a disco com assistência por ABS Bosch nas quatro rodas. Nenhuma mudança significativa aconteceu até 1998.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Mais Populares

Pesquisar

Último Cadastrado

O sedã de quase 5 metros é oferecido na versão 55 TFSI, seguindo o novo padrão de nomenclaturas da Audi. Ela traz motor V6 d...